segunda-feira, 20 de maio de 2013

CINCO PÃES E DOIS PEIXINHOS: DOS PEQUENOS DEUS FAZ COISAS GRANDES

(Esboço de mensagem)

DEUS PREPARA OS PEQUENOS
PARA FAZER COISAS GRANDES



     Amados irmãos, abram suas bíblias no livro do discípulo amado de Cristo o apóstolo João, capítulo 6 onde leremos, a princípio, do versículo 35 até o versículo 40 – “Então Jesus lhes declarou: Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede. 36 Mas como vos disse, vos me vistes e contudo não credes. 37 Todo aquele que o Pai me dá virá a mim, e o que vem a mim de maneira nenhuma lançarei fora. 38 Pois eu desci do céu não para fazer minha vontade, mas a vontade daquele que enviou. 39 E esta é a vontade daquele que me enviou, que Eu não perca nenhum de todos os que Ele me deu, mas o ressuscite no último dia.
     O apóstolo João, filho de Zebedeu e Salomé, diferencia-se na escritura do seu livro sinóptico. O evangelho de João está exaustivamente voltado para o amor de Cristo. Por cerca de 25 vezes o apóstolo João refere-se diretamente em suas escrituras ao amor de Cristo. Diferente dos outros evangelhos João está muito mais preocupado em evidenciar a fé em Jesus Cristo do que evidenciar as suas obras. Através do profeta João, Jesus Cristo nos dá uma visão muito mais ampla a respeito de si mesmo. No livro de João nós vemos Jesus como o Messias enviado para salvar o mundo, em João 4.26, também o vemos como luz do mundo em João 9.5, em João 10.7 Ele é a porta, e em João 11.25 Ele é a ressurreição e a vida. Excetuando-se o milagre da ressurreição o apóstolo João registra em seu livro oito milagres, dos quais seis são relatos exclusivos seus. Neste mesmo livro, no capitulo 6, encontramos uma particularidade descrita apenas pelo apóstolo João, em uma passagem cujo contexto está presente em todos os outros evangelhos: O início do capítulo 6 nos informa que Jesus havia atravessado o mar da Galiléia e uma grande multidão o seguia por causa das grandes curas e outros milagres que vinha realizando. Era um período próximo a páscoa e Jesus estava no alto de um monte com seus discípulos quando então, erguendo os seus olhos em direção à multidão perguntou ao seu discípulo Felipe: Onde compraremos pão para toda esta gente comer?. O texto nos informa que Jesus perguntara apenas para experimentar pois já sabia o que ia fazer. Felipe então olha para a multidão e diz: “Duzentos denários não seriam suficientes para que cada um deles recebesse um pedaço”. Ali por perto estava um outro discípulo, André, irmão de Simão Pedro, e foi exatamente André quem  chamou um rapaz, base para a nossa pregação (estudo). Conforme lemos no versículo 9 ele disse: Está aqui um rapaz que tem cinco pães e dois peixinhos, mas o que é isto para tantos.

UM POUCO DE HISTÓRIA
     Para compreender esta passagem nós precisamos saber um pouco da história daquele lugar. O livro de João foi escrito no primeiro século da era atual, e conforme nos informam os livros de história, a Galiléia era uma região muito mais pobre do que a Judéia e o povo daquela região atravessava uma época demasiadamente difícil, de grande fome e desespero. Nesta época era Roma quem dominava Jerusalém e por mais que o povo Judeu lutasse contra esta dominação de Roma não eram capazes de vencê-la, sendo quase sempre expulsos para a Galiléia. O espaço era pouco, a cultura da região era diferente, e as pessoas em geral não conseguiam viver conforme estavam acostumadas e é exatamente nestas horas onde costuma surgir a receita ideal para o caos: Pouco espaço, pouca cultura, pouca comida, pouca fé. Era assim que vivia o povo Judeu exilado na Galiléia, no caos.

FATOS IMPORTANTES 
SOBRE O RAPAZ
     A primeira coisa que aprendemos a respeito deste jovem justifica-se na situação na qual estava envolvido: Aquele jovem rapaz era um dos filhos do caos. O livro do apóstolo João está localizado nos primeiros 100 anos da nossa era atual, cerca de 300 anos após o período do silêncio entre o antigo testamento e o novo testamento. A referência ao “rapaz” indica que ele possuía mais de 12 anos, pois senão seria chamado de criança, e menos de 21 anos pois naquela época, de forma muito parecida com o que vivemos nos dias atuais, considerava-se o homem na plenitude do seus direitos a partir dos 21 anos de idade e neste caso este "rapaz" estaria na conta dos aproximados 5.000 alimentados naquele dia. Sendo assim, assimilamos que este rapaz seria um estrangeiro da sua própria terra, descendente de judeus, porém nascido na Galiléia. Em segundo lugar aprendemos que ele estava sozinho naquele monte, pois de certo sua família, estando com ele não perderia a chance de chegar próxima de Jesus e seus discípulos amados.  O terceiro fato importante: O rapaz estava correndo riscos ao se distanciar de sua casa e ir para o meio da multidão. Conforme nos informa a palavra de Deus, o povo estava faminto. Imagine um jovem carregando pães e peixes no meio de uma multidão de homens famintos.


Todos estes fatores, nos levam a compreender grandes ensinamentos da parte de Deus através da vida deste rapaz. A bíblia é um conjunto de livros repleta de códigos implícitos para os não-espirituais e explícitos para os espirituais. Se você abrir os seus olhos e os seus ouvidos de forma espiritual poderá contemplar revelações proféticas através deste texto capazes de ajudar muito a sua vida espiritual. 

O QUE JESUS QUERIA 
ENSINAR: OS HUMILDES 
SERÃO EXALTADOS
     Nos chama a atenção o fato de não vermos o nome deste rapaz escrito na bíblia. A sua história e o seu exemplo impactaram os discípulos de Jesus a ponto de ser registrada nos 4 evangelhos e contada em detalhes pelo apóstolo João. Hoje nós vemos um grande número de doutores, mestres, teólogos, pessoas muito preocupadas em ter os seus nomes grafados nas placas das igrejas, nos jornais, nas TVs e todos os outros meios de comunicação, mas quando Jesus quer fazer um milagre Ele não escolhe os famosos, Ele escolhe o mais insignificante, o menor entre todos para fazer dele o maior de todos os exemplos. Talvez você tenha entrado neste lugar (ou esteja lendo este texto) entristecido porque alguém não se lembrou de você, alguém não falou seu nome, ou quem sabe você tenha chegado aqui se achando o menor entre os menores. Deus não se agrada do soberbo e sim dos humildes - Tiago 4.6 diz que o Senhor resiste ao soberbo e exalta os humildes e no meio desta humilhação Deus vai gerar uma grande vitória! Uma vitória que vai ser lembrada pelos séculos e exaltada entre todos os povos!

É PRECISO SE ADIANTAR
     Segundo lemos no texto do apóstolo João, havia naquele lugar cinco mil homens. Se considerarmos as mulheres, os jovens e as crianças chegaremos fácil a vinte e cinco mil ou trinta mil pessoas reunidas para ver Jesus. Imagine toda esta multidão querendo se aproximar de Jesus e ainda por cima no alto de um monte. Se houvesse alguma coisa no alto, as pessoas de baixo sofreriam uma verdadeira avalanche de homens e mulheres como já vimos em alguns estádios de futebol. Posso ver o empurra-empurra, a correria, o desespero para aproximarem-se do homem dos milagres, porém, e sempre tem um porém na vida das pessoas que recebem milagres de Jesus, aquele jovem rapaz foi mais esperto! Ele sequer terminou  sua atividade secular para correr atrás de Jesus. De fato ele poderia ter levado os pães e os peixes ao seu destino mas ele sabia que se assim o fizesse perderia tempo. Quando o barco com os discípulos e Jesus apontou na praia Galiléia, muitos falaram: Vou almoçar, depois eu subo, vou pagar minhas contas, depois eu subo, enfim. Todos estes ficaram na rabeira da benção, puderam ver a glória de Deus na vida dos outros, mas não receberam a glória e Deus nas suas vidas. Amado irmão, às vezes é necessário deixar de lado o que você esta fazendo e se adiantar para ter um encontro com Deus. Deus atravessou o mar por sua causa e Ele quer abençoar a sua vida. Deixar Deus para trás é zombar de Deus e de Deus não se zomba. Eu posso imaginar seus pensamentos agora: Pastor, e como fica aquela história onde os últimos serão os primeiros! Cuidado, pois os últimos neste caso serão os primeiros a ver a glória na vida dos outros e Deus não te chamou para ser o último, Deus te chamou para ser o primeiro.

NÃO SAIA DO CAMPO 
VISUAL DE DEUS
     Joao 6.3 nos informa que Jesus subiu ao monte e sentou-se com seus discípulos. Analisando a cena é fácil perceber: Jesus está sendo seguido por milhares de pessoas, ao sentar-se com os seus discípulos Ele saiu do campo de visão de muitos, porém os que estavam mais próximos podiam vê-Lo e também serem vistos por Ele e por seus discípulos. Esta é a mensagem implícita de João 6.3 – Pessoas distantes de Deus o perdem de vista com muita facilidade. Uma breve parada para descanso e pronto! Cadê Jesus? Amados, houve uma época onde o Senhor parou para descansar e esta parada não durou 4 horas e sim 400 anos. Apesar deste período ser representado por páginas brancas na bíblia entre o antigo e o novo testamento muita coisa aconteceu. 1.) Nos primeiros 100 anos Israel estava dominada pelos persas, a política deles era a de não interferir muito na cultura e na religião judaica desde que cumprissem com suas obrigações. Na nossa vida é assim, quando nos afastamos de Deus a princípio parece estar tudo normal na nossa vida. Temos a impressão de ver as coisas funcionando muito normalmente e agora ainda sobra tempo pra ver o "Fantástico" 2.) Esta felicidade de Israel não durou, um homem chamado Alexandre o Grande dominou Dario da Pérsia, e Alexandre não tinha princípios religiosos. Ele era discípulo de Aristóteles, e como tal  exigiu a aplicação da sua cultura em Israel. A cultura de Aristóteles não tinha nada de religiosa, era uma cultura humanista, filosófica, e mundana e que por sua vez não agradava a Deus. O antigo testamento foi traduzido nesta época para o Grego formando o que chamamos de Septuaginta, e somente esta tradução “corrigida” poderia ser lida com liberdade entre o povo Judeu. Este é outro fator perigoso de quando nos afastamos do campo visual de Deus. O inimigo acaba adaptando a cultura dele à nossa cultura e ficamos contaminados com uma religião absolutamente tendenciosa. 3.) Não parou por ai: Alexandre o Grande morreu, e assume o governo Antióquio Epifanes, que proibiu definitivamente a cultura religiosa nos moldes judaicos e ainda por cima profanou o templo com animais impuros. Este é o resultado; afastados de Deus e com o passar do tempo, ficamos totalmente impedidos de adorá-Lo. Perceba isto: Até onde não há palavras há mensagem. A bíblia é tremenda e ela está falando com você. NÃO SAIA DO CAMPO VISUAL DE DEUS, não se contamine, não se permita ser impedido de ver a glória de Deus na sua vida. Aquele jovem foi esperto, ele estava próximo de Jesus e mesmo que ele estivesse no seu período de descanso os seus olhos estavam fixos no Senhor. Hebreus 12.1-2 diz: Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé... 
       Fixe os olhos em Jesus e Ele vai ver você o meio da multidão! Você pode não ter nome, pode não ter cargo, mas para Jesus você tem um nome: Filho Amado, e tem uma função: Ser vitorioso em todas as coisas! Glória Deus.

SEJA DIFERENTE
     Na atualidade o inimigo tem apregoado a falsa informação de que nós podemos copiar o comportamento do mundo. É comum ver jovens, homens e mulheres cristão agindo tal e qual os ímpios do lado de fora da Igreja. Veja o que o Senhor fala sem palavras sobre isto através desta mensagem. Milhares de pessoas estavam naquele monte, todos com um só propósito e eu diria uma só visão. Hoje há muitas igrejas com propósitos e com visão, mas nem sempre elas estão focadas em Jesus. Vamos um pouco mais além; Será que Jesus está olhando com bons olhos estas igrejas? Palavras como foco, propósito, visão, são muito utilizadas nas igrejas e isto é bom, mas tudo isto precisa ser voltado para Jesus, caso contrário Jesus não olha para a igreja. Um grupo de pessoas, independente da sua fé, pode ter um foco, um propósito e até mesmo comunhão. Quem  nunca viu falar em festas de facções como o PCC por exemplo? Pode soar estranho aos seus ouvidos, mas uma festa sendo boa ou má, é uma festa de comunhão entre pessoas com uma mesma visão. A igreja que o Senhor procura para olhar é diferente, e para sermos vistos é preciso ser diferente. Se você for igual aos outros, Jesus vai ver você como vê os outros. Seja diferente! Faça algo diferente! Muitos estavam subindo o monte com suas melhores roupas, suas melhores sandálias, quem sabe até houvesse entre eles alguns com seus torás, para nós bíblias, subindo em direção a Deus. Mas de que adiantam essas coisas se não tivermos a provisão de Deus, do que adiantam estas coisas se não houver obediência ao Senhor. Havia mestres ali, doutores, mas só o rapaz tinha 5 pães e dois peixinhos em um cesto ou seja: Somente o jovem tinha algo diferente! E o que significam estes elementos? Os pães representam a provisão de Deus, afinal Ele é o pão vivo que desceu do céu, já os peixes representam recompensa pela obediência. Quando os discípulos lançaram suas redes sobre a ordem de Jesus, pescaram mais do que poderiam aguentar, em Mateus 17 o Senhor dá uma ordem a Pedro: Vai-te ao mar, jogue o anzol, tire  o primeiro peixe, abra-lhe a boca, pegue a moeda de 4 dracmas e pague o meu imposto e o seu. O cesto representa a proteção de Deus. Moisés foi embalado quando criança em um cesto e atravessou a correnteza do Rio Nilo. Sendo assim eu creio que o Senhor está falando a respeito de obediência, provisão e fartura e proteção. Não suba o monte com aparências suba o monte com a provisão de Deus e a obediência plena aos seus mandamentos. VOCÊ VAI SER VISTO ENTRE A MULTIDÃO e GRANDES COISAS VÃO ACONTECER NA SUA VIDA!

NÃO TENHA MEDO 
DE LEVAR SUA CARGA
     Quem já subiu morro, monte e coisas assim vai entender do que estou falando. Subida com peso não é fácil. Muitas vezes nós queremos nos livrar dos incômodos antes do tempo. Se aquele jovem tivesse jogado o cesto fora, ele teria chegado mais rápido, mas jamais seria visto pelo discípulo e levado até Jesus. Muitas vezes o Senhor nos permite passar por algumas dificuldades, mas esta é uma forma de nos fazer chegar até a sua glória.  Se aquele jovem tivesse dado seu cesto para outra pessoa, ele teria chegado mais rápido e menos cansado, porém o outro é que seria abençoado e não ele. Tem muita gente assim nos dias de hoje, chega rápido aos púlpitos, chega rápido a glória, chega rápido ao poder, porém chegam de mãos abanando sem nenhuma bagagem que testemunhe o seu sacrifício. Há uma diferença entre chegar e ser carregado. Jesus curou o paralítico por causa dos quatro que o carregaram e não por causa do paralítico. Antes de repassar sua carga para alguém na igreja, pense duas vezes. Talvez o Senhor esteja lhe dizendo. APRENDA COM ELA, porque o MEU FARDO E LEVE E O MEU JUGO É SUAVE, e através dela EU vou lhe ensinar coisas grandiosas que você ainda não aprendeu.

NÃO SE PREOCUPE 
COM AS VOZES CONTRÁRIAS
     João 6.9 – Vamos ver André, o irmão de Simão Pedro dizendo: “Aqui está um rapaz com cinco pães de cevada e dois peixinhos...” – Até aqui tudo bem, mas o mesmo André que encontrou o jovem, e lhe aproximou de Jesus, também lhe deu um banho de água fria – “mas o que é isto para tanta gente?”. Muitas vezes as vozes contrárias não vem do inimigo, vêm exatamente das pessoas que menos esperamos. Você precisa estar preparado para estas coisas sabendo relevá-las, perdoá-las e compreendê-las. Este mesmo André também foi instrumento de salvação na vida daquele jovem e na vida de uma grande multidão pois foi ele quem viu os pães e os peixes para a multiplicação. Agora pense: Em quem você vai focar, no André pessimista, ou no André que salvou uma multidão, na sua esposa chata, ou na esposa que lhe disse sim e te espera todos os dias, no filho respondão, ou no filho que lhe encheu de felicidade quando nasceu e é uma promessa de Deus? No Deus que parece estar sentado ou no Deus que deu o seu único filho para você ter acesso a salvação. Irmãos, quanto a mim não julgo que já tenha alcançado, mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que para trás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus. A glória do Senhor está sobre a sua vida. Eu creio nisto!

PARA FINALIZAR
Esteja preparado para 
receber a glória de Deus na sua vida!

1.) Muitos estavam ali mas só o rapaz viu de perto a glória de Deus. Tem muita gente atrás da glória, MAS VOCÊ VAI VER DE PERTO!

2.) Deus vai pegar o que para você é pouco e vai multiplicar para muitos! Da tua pouca sabedoria, DEUS VAI GERAR MUITA SABEDORIA, da sua pequena oração DEUS VAI GERAR GRANDES RESULTADOS, da sua pequena fé DEUS VAI GERAR GRANDES MILAGRES.

Cinco pães e dois peixinhos alimentaram cerca de 30.000 pessoas, 5 e 2 = 7. Eu quero encerrar esta palavra com sete poderosas bençãos para você receber e multiplicar na sua vida. 

DOMINGO
Deus está abençoando o seu casamento!

SEGUNDA
Deus está abençoando os seus filhos!

TERÇA
Deus multiplicando a sua fé!

QUARTA
Deus está multiplicando a sua saúde!

QUINTA
Deus está multiplicando os seus dias de vida!

SEXTA
Deus está multiplicando o seu ministério

SÁBADO
Deus está te preparando para ser um multiplicador!


pr. altamir de souza
Na Visão de Multidões!
Shalom Aleichem, Aleichem Shalom
A paz seja convosco, convosco esteja a paz

Todos os nossos textos são liberados para estudos, pregações em pequenos grupos ou igrejas. A publicação dos textos entretanto só deverá ser feita mediante a autorização por escrito do autor.
Postar um comentário